Os Melhores Exercícios Para Trabalhar na Educação Infantil

Os Melhores Exercícios Para Trabalhar na Educação Infantil

Morto-vivo
1-Caminhada Companheira

Esta brincadeira desenvolve a ideia da tolerância entre as crianças. Ela deve ser aplicada sempre que houver necessidade das crianças andarem juntas, como para ir a sala de aula, ao pátio, a quadra, etc.

Execução: O professor deverá colocar as crianças em fila indiana. No inicio da atividade peça que coloquem uma das mãos sobre o ombro do coleguinha da frente para delimitar um espaço para os passos. Feito isso peça que tirem as mãos e sigam até o destino.

A regra é, quem quiser correr ou andar mais rápido que as outras crianças devem se controlar e aguardar ou quem for mais lento precisa andar mais depressa. Se houver alguma criança com dificuldade de locomoção, os coleguinhas terão de esperá-lo.
2- Corre Cotia

Essa brincadeira precisa de mais crianças para ser mais incrível. Estimula a atenção, coordenação, velocidade, agilidade.

Material: qualquer objeto.

Execução: é só fazer uma roda e dar algum objeto para uma criança iniciar a brincadeira. Essa fica de pé e roda atrás dos amigos, enquanto a música é cantada. Quando a música termina, ela deixa o objeto atrás de alguém e sai correndo com o objetivo de se sentar no lugar do amigo, ou então esse amigo pega e volta para o lugar.

Normalmente utiliza-se esta versão: Corre cotia na casa da tia, corre cipó, na casa da vó. Lencinho na mão caiu no chão, moça bonita do meu coração. Posso jogar?

As crianças todas juntas gritam: Não!

O aluno que está com o objeto põe nas costas de outra criança.
3- Morto-Vivo

Objetivo: atenção, agilidade, coordenação.

Execução: O professor intercala entre vivo (ficar de pé), morto (agachar). Quem errar perde, para não haver exclusão poderá pagar uma prenda.
Descontração – Brincadeiras Para Crianças Menores de 5 Anos
1- Caixinha das Sensações

A caixa das sensações visa trabalhar os sentidos através das sensações que os objetos ali dentro colocados despertam nas crianças.

Material: Caixa de papelão (pode ser de tênis) decorada pelo ou pelas próprias crianças. Objetos variados como tampinhas, lixas, pedaços de pano ou algodão, botões, dentre outros.

Execução: A caixa deverá ter um furo em cima na forma de círculo, onde as crianças colocarão a mão e outra abertura onde o professor colocará os objetos um por um, a fim de que as crianças, com a mão possam identificar o material. Se não tiver uma caixa o professor pode estar vendando a criança.

2- Música

O objetivo desta atividade lúdica é estimular a criança a aprender a ouvir e prestar atenção aos sons.

Material: Aparelho de Som e CDs com músicas de ritmos variados.

Execução: A forma de elaborar a atividade pode ser variada e fica a critério do professor, porém a música deve ser o foco da atividade e não um pano de fundo. Ele deverá estimular as crianças a ouvir os sons presentes na música, como por exemplo, os sons dos instrumentos, dos animais, dos elementos da natureza, elas também podem acompanhar o som batendo palmas ritmicamente ou até mesmo cantando. Se o professor souber tocar algum instrumento musical ou cantar, ele pode propor as crianças que escrevam uma música juntos.

3- Cada um é do seu jeito (Construção de Identidades)

Esta atividade visa auxiliar a criança a construir a imagem do próprio corpo, além de trabalhar a autoestima e autoimagem.

Material: Papel Kraft, canetinhas hidrocor, fita adesiva e tesoura.

Execução: Você pedirá para cada criança deitar sobre uma folha de papel e em seguida irá desenhar a silhueta dela. Escreva o nome da criança e entregue a ela. Quando todos estiverem com suas folhas de papel peça que completem desenhando os olhos, o nariz, a boca e etc. neste momento você pode incentivar a criança a observar o próprio corpo.

Quando todos tiverem concluído os desenhos, cole-os lado a lado na parede e peça que eles observem o próprio desenho e o dos coleguinhas, neste momento você deverá estimular a observação, peça que comentem sobre as diferenças nos desenhos (como altura, por exemplo). Aproveite o momento dos comentários para conversar bastante com elas sobre as particularidades de cada uma.
Cuidados Especiais com seu Aluno na Educação Infantil

Quanto mais habilidades o educar ajudar a criança a desenvolver, melhor e mais gratificantes serão as competências que ela irá projetar futuramente.
Pensar em atender as necessidades da criança, proporcionando seu desenvolvimento e não apenas que ela cumpra as tarefas impostas.
A criança precisa sentir segurança na atividade e no professor;
Não ridicularizá-la ou puni-la quando cometer erros. Nem compará-la a outras crianças;
Elogiar quando a criança fizer a coisa certa, e quando fizer errado, lhe dê a certeza que pode fazer bem melhor;
Deve-se passar tranquilidade à criança, evitar falar alto ou usar ações extremas. Falar de maneira clara e direta, mas sem imposição;
Sempre que for fazer mudanças de métodos de aula, ou na rotina do aluno, fazer aos poucos para a criança se adaptar;
Crianças nessa fase trabalham melhor em grupos pequenos de 4 a 5 crianças;
Evitar atividades muito extensas. A criança nessa fase se cansa facilmente, nem tanto pelo cansaço físico, mas por ficar entediada tendo que executar a mesma tarefa por muito tempo.

Conclusão

Atividade na Educação Infantil

Fazer a criança sair da inércia, do sedentarismo é altamente recomendado para o corpo e para a saúde como um todo.

E fazer com que a criança pratique qualquer atividade que estimule sua psicomotricidade, intelectualidade e sociabilidade ajuda a criar o senso de disciplina, de coletividade e respeito. Além de exercitar o cérebro e estimular o aprendizado das capacidades físicas como a coordenação, muito importante na fase dos 4 e 5 anos, pois prepara a criança para próxima fase que inclui a alfabetização.

Mas, não é toda a criança que está disposta a praticar alguma atividade, aliás, no mundo atual, a tecnologia tem vencido grande parte dos esportes bem como simples brincadeiras.

Sendo assim, os pais devem estimular as crianças a praticar alguma atividade, seja ela física, intelectual ou social, juntamente com as escolas e creches para que as atividades se tornem rotina na vida dessas crianças.

E, a melhor forma de incentivar uma criança a fazer qualquer atividade é pelo meio lúdico. Essa atividade deverá ser apresentada como uma forma de distração, de descarregar a energia, de maneira leve e descontraída, utilizando toda a ordem pedagógica, além da ludicidade. Pois se a criança achar chato irá se sentir desmotivada e abandonará a atividade.

Fonte: Blog Educação Física